Poucos dias em São Paulo e vários quilinhos a mais

Adoro São Paulo. Amo Moema.

Talvez seja porque a São Paulo que eu conheço não é de todo o dia, do trânsito caótico, do trabalho. É a São Paulo de final de semana, de passear, de namorar, de encontrar os amigos.

Moema dizem que é o bairro dos cariocas em Sampa. Moema com praia vira Ipanema/Leblon.

Consegui em poucos dias, mas em uma programação intensa, provar de vários estilos e diferentes sabores.

Café da manhã. Quem me conhece sabe: amo um café da manhã especial. Uma pena (já falei sobre isso aqui no Blog) que os Gaúchos não têm o hábito de tomar café da manhã fora de casa.

Estando em São Paulo o que não se pode deixar de fazer é sentar numa padoca e pedir: “Por favor, um pão na chapa e uma média”.

Média = xícara de café com leite

As opções de café da manhã para comer bastante são muitas. Aquele café da manhã que enche tanto que a próxima refeição, se acontecer, será a noite.

Aqui vão duas opções: Frutaria São Paulo e Bella Paulista.

Frutaria. Café da manhã com charme e saúde.

Bella Paulista. Um café da manhã para começar muito bem o dia.

Quando o café da manhã não for avassalador, o almoço é necessário e opções não faltam.

Para um almoço moderno, recomendo o novo EAT Empório Restaurante. Fica na Vila Olímpia.

Durante a semana os pratos do cardápio vêm acompanhado de uma salada. Na mesa pedacinhos de pão feito ali mesmo.

Minha escolha foi o Gnocchi de Mandioquinha ao Ragu de Cogumelos. Uma delícia!

Sem glamour mas muito encantador, tive o prazer de conhecer o Rong He. Restaurante de Massa Chinesa.

Eu estava com idéia fixa em ir lá. Motivo: Olivier Anquier (Diário do Olivier) e André Mifano (Taste It) mostraram o restaurante em seus programas.

O restaurante fica no Bairro da Liberdade. Reduto da comunidade Japonesa.

Pão Trançado à vapor temperado com sal e cebolinha.

Macarrão apimentado com frutos do mar (camarão, lula seca, marisco, carne suína desfiada).

Tem que se lambusar e é claro, fazer o barulhinho quando come.

A massa é feita na hora e dá para ver todo o processo através de um vidro que separa o ambiente das mesas da cozinha. Os clientes ficam ali vidrados.

Não pude deixar de fazer umas comprinhas no Bairro da Liberdade. Lugar ideal para se abastecer de produtos japoneses.

E nada da fome dar trégua???

Vamos pro hamburguer!

Lanchonete da Cidade. Onde? Moema.

Lugar super arrumadinho dando os ares da década de 60.

Para começar, batatas rústicas. Cortadas em rodelas e com casca, acompanha alho e alecrim.

Ele vem assim:

Do hamurguer vamos para a pasta!

Mangiare!

Famiglia Mancini. Tradicional Cucina Italiana.

Fica na Tua Avanhandava, Bela Vista. A rua é muito charmosa. Toda iluminada.

… de sair rolando…

Para um jantar de tirar o fôlego, indico o Maní – que aqui no Blog teve um post exclusivo.

Eu passeio por São Paulo olhando para todos os lados. Mesmo já tendo colocado os pézinhos em grandes cidades pelo mundo afora, me acho uma caipira em meio a lindos prédios comerciais, ruas gigantes, pontes iluminadíssimas, milhares e milhares de restaurantes de todos os tipos. Olho para tudo e sempre me surpreendo.

O que é o novo JK Iguatemi? Um luxo só.

Várias lojas chiquérrimas. A decoração é um luxo.

Pra finalizar que tal um cafézinho na Oscar Freire?

São Paulo. Cidade gourmet.

Vá. Engorde. Gaste. Divirta-se.